@
cts_games
Blog do CTS Game Studies

Starcraft II: como criar um expert?

O cérebro funciona como um músculo: o quanto mais treino, maior e mais forte ele fica. Pelo menos, é o que o professor de matemática dizia quando passava dever de casa. À época não parecia grande coisa, mas estudos recentes demonstram que a afirmativa é verdadeira: certos usos do cérebro fortalecem ligações neurais que facilitam processos cognitivos, reflexos e outras funções. Já se demonstrou que aprender a ler ou a tocar piano tem esse efeito. Agora, é a vez dos jogos eletrônicos.

O Wall Street Journal publicou hoje (06/03/12) uma matéria de autoria de Robert Lee Hotz tratando dos diversos estudos de universidades estrangeiras a respeito do efeito que os jogos têm sobre o funcionamento e a estrutura do cérebro. Todos esses estudos tratam do tema de uma perspectiva acadêmica e isenta, pois não têm qualquer financiamento das empresas envolvidas no mercado de jogos eletrônicos e, em alguns casos, funcionam com verbas do governo. Essas pesquisas vêm encontrando uma série de benefícios que os jogos eletrônicos podem proporcionar ao jogador sobre suas capacidades de imaginação, decisão e percepção, bem como alguns aspectos negativos da exposição a certos tipos de jogos.

StarCraft II: Wings of Liberty

Image via Wikipedia

Atualmente, a maior pesquisa pública já desenvolvida envolvendo jogos eletrônicos está em curso na Simon Fraser University em Vancouver, Canadá, liderada pelo pesquisador Mark Blair. Ela baseia-se na análise de informações coletadas de 150.000 indivíduos enquanto jogam online o jogo de estratégia Starcraft II, formando um imenso banco de dados sobre suas percepções, reflexos e decisões a cada segundo. O objetivo da pesquisa, no entanto, não é atingir resultados limitados ao universo dos games, mas compreender o processo cognitivo de jogadores de alto rendimento e, consequentemente, encontrar maneiras de aprimorar o aprendizado em geral. A questão primordial que se busca responder é: como alguém se torna um expert em algo?

Como já colocado no CTS Game Studies, o jogo eletrônico é uma forma de expressão, de manifestação cultural e artística. Além disso, é um mercado poderoso e que vem crescendo vertiginosamente. Agora, manifesta-se mais uma face do jogo eletrônico: um sistema de desenvolvimento de habilidades e, ao mesmo tempo, de coleta dados sobre esse mesmo processo de aprendizado. É o jogo eletrônico como instrumento de aprendizado e ferramenta de pesquisa.

Referências:

Anúncios

Sobre Walter Britto

Law student @FGV_DIREITORIO

Discussão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Desconstruindo a violência nos Games « CTS Game Studies - abril 25, 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CTS Game Studies

CTS FGV

  • RT @1lucabelli: Deadline for the Call for Papers on Platform Regulation(s) of the UN IGF is less than 1 month away! Don't miss it! https:… 5 hours ago
%d blogueiros gostam disto: